Marcelino Ramos, 26 de Junho de 2017.

História

A partir de primeira romaria de Nossa Senhora da Salette em 1937, iniciou-se um novo tempo para os Missionários Saletinos em Marcelino Ramos. O então bispo de Santa Maria, Dom Antonio Reis, diocese à qual pertencia a Vila de Marcelino Ramos, solicitou aos Missionários Saletinos que construíssem um Santuário dedicado a Nossa Senhora da Salette para acolher as crescentes romarias que ali aconteciam.

O novo templo mariano foi iniciado na romaria de 1946, ano do centenário de Aparição de Nossa Senhora da Salette e foi inaugurado no Natal de 1948. A revista Salette, que era editada no Rio de Janeiro em 1946 passou a ser publicada a partir do Seminário Salette.

Enquanto isto, crescia a número de seminaristas internos na Escola Apostólica, o que pressionava por mais espaço no prédio existente. Atendendo a esta demanda, em 1956 iniciaram os trabalhos de construção de uma nova ala para o Seminário Salette ue foi efetivamente concluída em 1962.

A nova construção triplicou a capacidade para seminaristas internos. Mas, neste momento, os ventos da História mudaram de direção. O Concilio Vaticano II (1962-65) exigiu de toda a Igreja uma oportuna atualização dos instrumentos de Evangelização e as reformas foram aplicadas também aos seminários.

Foi assim que a partir de 1968 foram iniciados trabalhos para "atualizar" a escola do Seminário Salette. Associado a duas escolas locais o Seminário-escola foi sendo lentamente desativado. Em 1978, foi realizada a primeira reforma interna do prédio do Seminário a fim de poder acolher com mais conforto a retiros, encontros, reuniões, excursões e romarias.

Hoje, além de acolher jovens vocacionados, o Seminário Salette é um espaço para romeiros e devotos de Nossa Senhora da Salette, excursões e turistas que buscam descanso e lazer, grupos de pessoas que desejam fazer reuniões ou retiros.

Sinta-se você também um convidado para este espaço de paz e de oração.


Como chegar a Marcelino Ramos

De Erechim - RS
A cidade de Marcelino Ramos e o Santuário estão ligados a Erechim por uma pitoresca estrada asfaltada com 57 Km.

De Piratuba - SC
Da cidade de Piratuba, SC, até Marcelino Ramos são 25 km de estrada de chão, cruzando , no final , pela ponte Rodo-Ferroviária.

De Concórdia - SC
Quem se dirige da cidade de Concórdia, Santa Catarina, para o Rio Grande do Sul vai encontrar 40 km de asfalto na BR-153 e mais 20 km de estrada de chão até Marcelino Ramos.