Marcelino Ramos, 24 de Setembro de 2018.

         

83ª ROMARIA DE NOSSA SENHORA DA SALETTE

VENHA CELEBRAR CONOSCO!!!

Vem aí a 83ª Romaria de Nossa Senhora da Salette

19, 29 e 30 de Setembro de 2018.

 

EM BREVE TEREMOS A PROGRAMAÇÃO, DESDE JÁ COMECE ORGANIZAR SUA CARAVANA

 

História                                                                                                                                                           

 A Origem das Romarias Saletinas em Marcelino Ramos

O Começo

No Domingo, dia 20 de setembro de 1936, os Missionários Saletinos deram início ao movimento das romarias na pequena vila Marcelino Ramos, na época pertencente ao município de José Bonifácio, hoje Erechim. A data foi escolhida por ser próxima ao dia 19 de setembro, dia comemorativo da Aparição de Nossa Senhora em Salette. Houve um tríduo preparatório, e o padre Benjamin Busatto, pároco da paróquia de São José de Ertechim, foi convidado para ser o pregador, pelo fato de que os missionários saletinos eram todos estrangeiros e não dominavam bem o idioma nacional. Debaixo de muita chuva, sem procissão e com apenas uma dezena de pessoas devotas, na humilde capela do Seminário Salette, com espírito de penitência, oração e reconciliação, com Deus, aconteceu a primeira romaria, com missa e Bênção do Santíssimo Sacramento. Foi assim o início que marcou um movimento religioso de fé e devoção que jamais deixou e nem deixará de ser celebrado neste santuário.

A GRAÇA

No Domingo, dia 26 de setembro de 1937, aconteceu a Segunda Romaria. Este dia foi escolhido porque coincidia com a festa de N. Sra. da Salette da paróquia local. O Pe. Benjamin Busatto, animado pela espiritualidade da romaria saletina do ano anterior organizou um grupo 700 romeiros da Paróquia São José de Erechim e, de trem, dirigiram-se à vila de Marcelino Ramos. Havia a ameaça de uma gerra civil no Rio Grande do Sul. O grupo subiu a montanha em procissão até o Seminário Salette. A missa foi campal porque a pequena capela do colégio não comportava mais do que cem pessoas. Foi alcançada a graça de uma solução pacífica para o conflito político. Este fato marcou definitivamente  o movimento religioso das romarias e a partir deste ano o evento passou a se realizar sempre no último Domingo de setembro e sempre no pátio do Seminário Salette. Os romeiros chegavam de trem e a partir da igreja matriz subiam a montanha em procissão.

A CONFIRMAÇÃO

Em 1938, com intensa programação religiosa e festiva, aconteceu o terceiro evento. Foi no domingo dia 25 de setembro e contou com a presença do bispo diocesano Dom Antônio Reis, de Santa Maria-RS. Cerca de 5 mil romeiros participaram devotamente da romaria, vindos de trem desde Santa Maria, no Rio Grande do Sul e de diversos lugares de Santa Catarina. Para época e para a pequena vila de Marcelino Ramos a multidão de peregrinos foi um fato extraordinário. O bispo diocesano declarou a romaria um evento eclesial-diocesano e solicitou aos Missionários Saletinos que construíssem, com a maior urgência, um santuário mariano. Mas por causa da Segunda Guerra Mundial, o Santuário só começou a ser construído em 1946 e foi inaugurado em 1948.

Em 2018 celebramos 83ª Romaria em honra a Nossa Senhora da Salette  

19, 29 e 30 de Setembro de 2018